Encontre-nos no FacebookTwitterAssista aos videos do YoutubeRSSE-mail

Os professores mexicanos estão em greve há mais de um mês. Eles são contrários a uma lei recém-aprovada que modifica a carreira.

http://www.anovademocracia.com.br/118/17a.jpg
Professores mexicanos estão em greve há mais de um mês.

Os professores estão permanentemente mobilizados em grande parte do país, principalmente na capital, Cidade do México, e em Oaxaca, ao sul, desde 19 de agosto. Em 23 de setembro, marcharam do Monumento da Revolução, onde quase dez mil docentes estão acampados, até a secretaria de governo para exigir a abertura de uma mesa nacional de negociação.

Os protestos, marchas, bloqueios de ruas, ocupação de prédios públicos se espalharam por 25 estados mexicanos, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE).

Para o próximo dois de outubro é esperada uma grande mobilização em todo o país, com protestos na capital e em outras cidades. Os professores estão recebendo o apoio de várias organizações sociais e da população mexicana, principalmente do movimento estudantil.

Entre os dias 18 e 20 de outubro, a CNTE realizou uma greve cívica nacional. A intenção era se contrapor à Lei Geral de Serviço Profissional Docente (LGSPD), que determina que qualquer professor que falte três dias sem justificativa será automaticamente demitido.

Negociação

Supostamente, os dirigentes sindicais fizeram um acordo com o governo, no último 20 de setembro, para o fim da greve e do acampamento na capital mexicana. Os professores deveriam retornar às suas cidades e repor os mais de 25 dias de paralisação. Mas as bases não aceitaram a decisão e convocaram a categoria a radicalizar os protestos, já que não houve avanços significativos nas negociações.

Conteúdo exclusivo para assinantes
    • Editorial - A catástrofe que se anuncia e os meios de conjurá-la

      Editorial - A catástrofe que se anuncia e os meios de conjurá-laIniciados os mandatos da gerenta federal e dos gerentes estaduais, com a crise econômica escancarada a sua frente, não demorou para que os chamados “pacotaços” fossem empurrados goela abaixo da população, que se revoltou em diferentes graus. Sempre de olho...

    • Patranhas para manter a farsa eleitoral

      Patranhas para manter a farsa eleitoralHistoricamente a farsa eleitoral tem proporcionado uma tremenda decepção aos eleitores menos avisados. Sarney e seu “Plano Cruzado”, Collor e o confisco da poupança, Cardoso e o “Plano Real”, Luiz Inácio e a Carta aos brasileiros e Dilma com o novo “pacotão de...

    • Syriza, Podemos, Queremos: o oportunismo de sempre

      Syriza, Podemos, Queremos: o oportunismo de sempreA história recente é pródiga em exemplos de como é possível que das farsas eleitorais realizadas mundo afora surjam retumbantes pantomimas para manter as velhas classes dominantes no poder, mas que tentam se vender por “alternativas”. Ocorre que, ao...

Moradores do Complexo da Maré se insurgem contra a PM e o Exército
Moradores do Complexo da Maré se insurgem contra a PM e o ExércitoAdvogado comenta a participação de Marcelo Freixo no julgamento dos presos políticos no RioO Complexo da Penha exige justiça para os assassinos de Diego Costa
AND 146
AND agora tem conteúdo exclusivo para assinantes
Digite nome de usuário e senha para ter acesso a todos os artigos

Conheça nossos livros

Obras Escolhidas I

Mao Tse Tung

592 páginas

De R$ 80,00 por 48,00 + postagem*