Yoani Sánchez: garota-propaganda do capitalismo

http://www.anovademocracia.com.br/105/20b.jpg

Não é novidade que o monopólio da imprensa burguesa internacional é afeito a incensar uma ou outra personalidade que aparece vestindo de bom grado a camisa da demagogia, das mentiras com que os arautos oficiais e semioficiais do imperialismo repetem sem cessar para tentar convencer que o sistema de exploração do homem pelo homem, este sim, dos opressores governando, explorando e reprimindo os oprimidos, é o paraíso na Terra, ou pelo menos o destino irremediável de todos os homens e mulheres que habitam o planeta.

Quando o indivíduo que se alista nas fileiras da desinformação é proveniente de uma nação onde o imperialismo encontra resistência, muita ou alguma apenas, contra a devastação sem limites dos monopólios transnacionais, ele é cercado de mimos, reverências, elogios sem fim, e costuma ser convidado a virar um autêntico garoto-propaganda, ou melhor, garoto-contrapropaganda do capitalismo internacional.

É o caso de Yoani Sánchez, filóloga e "jornalista" cubana que perambulou pelo Brasil em meados de fevereiro e que ganhou notoriedade há alguns anos ao usar a internet para, de dentro da ilha, criticar o governo de Cuba, que está longe de ser um Estado autenticamente popular, mas que está a uma distância muito maior ainda de ser um país imperialista, colonialista, opressor, como o USA.

O USA que a blogueira "dissidente" tanto adora e com o qual se relaciona tão bem, a ponto de receber diplomatas ianques em sua casa às escondidas, teve as portas abertas e tratamento VIP garantido por lá (ao contrário da chibata e do xadrez reservados pelo "Tio Sam" à maioria dos latinos). Teve ainda uma carta sua lida no Congresso ianque e conseguiu "entrevistar" Obama por e-mail.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin