Cordéis com música e teatro

Natural de Cajazeiras, no sertão da Paraíba, Bosco Maciel é um poeta, folclorista, cantador e fazedor de teatro trabalhando em favor da cultura popular brasileira. É fundador da Casa de Cordéis de Guarulhos, por onde passam muitos artistas talentosos apresentando suas músicas, além de promover saraus literários, lançamentos de livros, palestras e encontros culturais diversos.

http://www.anovademocracia.com.br/112/16a.jpg
Bosco Maciel, à esquerda, poeta, folclorista e cantador, fundou a Casa dos Cordeis em 2008, em Guarulhos (SP)

— Desde criança lá na minha terra já apresentava interesse pela arte de uma forma geral, com 8 anos já gostava de pintura e desenhava com habilidade. Presenciava os aboios de vaqueiros lá no alto sertão, convivia com os cantadores repentistas, e com aqueles que vendem folhetos de cordel na feira. Convivia naturalmente com toda essa cultura popular, esse era o meu cotidiano. Minha mãe me fazia dormir cantando folheto de cordel — conta Bosco.

— Em casa tínhamos muitos folhetos, comuns nas casas nordestinas. Essa literatura chegou a ser tão importante a ponto de ajudar na alfabetização. Isso porque lá no sertão era muito difícil o acesso a livros, jornais e revistas. Ao mesmo tempo, os principais acontecimentos do país e histórias diversas eram retratados na literatura de cordel em geral, principalmente nos folhetos, e iam para dentro das casas — continua.

— Aos 14 anos de idade aprendi a tocar violão e me envolvi em bandas de músicas lá em Cajazeiras, andando pelo Nordeste todo. Aos 19, em 1970, vim para São Paulo trazendo na bagagem toda essa carga folclórica da cultura nordestina, sem nunca abandoná-la — acrescenta.

Depois de alguns anos trabalhando em outras atividades, Bosco Maciel voltou sua atenção para expandir essas informações que trouxe consigo.

— Observei que muitas pessoas daqui não conheciam essa cultura popular e me preocupei em divulgá-la. A partir de 1990 passei a me dedicar fortemente à parte cultural, tirando de dentro de mim todas as informações que tinha, compondo, escrevendo. Comecei organizando saraus literários, fazendo palestras sobre cordel, apresentando músicas baseadas nessa literatura, inclusive muitas composições minhas — fala Bosco.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin