Luta dos povos indígenas

Resistência contra ataques de pistoleiros

http://www.anovademocracia.com.br/144/09a.jpg
Guerreiros indígenas do MS: resistência!

Na última semana de 2014 foram veiculadas notícias de novos ataques de pistoleiros a mando de latifundiários contra lideranças e comunidades Guarani Kaiowá no sul do Mato Grosso do Sul.

De acordo com denúncia dos indígenas, no tekohá (aldeia) Guaiviry-Aral Moreira, próximo a Ponta Porã, o filho do cacique Nísio Gomes, Genito Gomes, e o professor indígena Daniel sofreram cerco e ameaça de morte por fazendeiros. Um carro com dois pistoleiros armados percorreu as fazendas Maranatá, Querência Nativa, Chimarrão e Água Branca e parou na entrada da área indígena, onde o professor Daniel foi ameaçado e tentaram forçá-lo a subir no carro.

Genito e Daniel reagiram e resistiram. Guerreiros e guerreiras Kaiowá cercaram o veículo e obrigaram os pistoleiros a fugir.

Os indígenas denunciam que, do mesmo modo, a aldeia Kurusu Amba, no município de Coronel Sapucaia, sofre cerco e a ameaça de pistoleiros. Há relatos de enfrentamentos entre os bandos armados do latifúndio e os guerreiros e guerreiras da tribo.

No dia 16/12/2014, denunciam as lideranças Kaiowá, quatro “seguranças particulares” do latifúndio atacaram as comunidades indígenas de tekohá Tey’i Juçu-Caarapó. Os guerreiros da tribo prenderam e desarmaram pistoleiros e os entregaram à Polícia Federal. Eles relatam ter ouvido vários disparos feitos pelos pistoleiros contra as aldeias no final de dezembro.

“Diante desses fatos, comunicamos a todas as autoridades federais que há risco iminente de acontecer pior confronto no sul de Mato Grosso do Sul, visto que os indígenas decidem em se proteger do ataque e das ações dos pistoleiros das fazendas”, alertam os Guarani Kaiowá em nota datada de 30 de dezembro de 2014 [fonte: entrefronteiras.com.br].

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin