Livres: O Filme - A Nova Democracia termina a rodagem de seu primeiro longa-metragem

Entre os dias 28 de novembro e 10 de dezembro foram filmadas as cenas ficcionais do primeiro documentário longa-metragem realizado pelo Jornal A Nova Democracia, o filme Livres; uma parceria de AND com a Paêbiru Realizações Cultivadas. O documentário irá mostrar a dura realidade de mais de 700 mil pessoas que hoje se encontram reclusas nas masmorras do sistema penitenciário brasileiro, um dos mais populosos e precários do mundo.

http://www.anovademocracia.com.br/164/16.jpg
Gravação de 'Livres'

Há dois anos, seis ex-presidiários estão sendo preparados para contar e, mais que isso, encenar as histórias das agruras que sofreram no cárcere, onde penaram por mais de uma década. Com a ajuda de dois grandes preparadores de elenco, Viviane Cataldi e Pablo Tufano, esses seis ex-presos transformaram-se em atores e desenvolveram rapidamente a capacidade de interpretar seus relatos aproximando ainda mais o público do dia-a-dia das cadeias brasileiras, em especial, das prisões do Rio de Janeiro.

Antes da rodagem da parte ficcional de Livres, as equipes de produção e direção de arte do filme, lideradas pelo diretor de arte André Misse e pela produtora e roteirista Káliman Chiappini, passaram vinte longos e cansativos dias construindo uma réplica das cadeias do Rio de Janeiro. Apesar de sua semelhança com uma prisão, o cenário de Livres foi todo construído com madeira, desde as paredes até as grades das celas.

Eu vou falar para você que quando eu vi o projeto no computador e, principalmente, quando entrei naquele cenário pronto, fiquei arrepiado e me deu até um embrulho no estômago, tamanha a semelhança com a realidade — disse Fábio Gregório, um dos personagens principais do filme.

A rodagem das 37 sequências e aproximadamente 200 planos da parte ficcional do filme Livres duraram 12 dias e exigiram um trabalho fenomenal da equipe técnica e do elenco do documentário. No entanto, tudo teria sido mais difícil, se não fossem tantos os apoios dados ao filme e, principalmente, à proposta do filme de denunciar a situação das cadeias brasileiras e resgatar o cine-político independente que há tanto tempo encontra-se em decadência no Brasil e no mundo.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

Foram os muitos apoios de empresas ligadas ao cinema que tornaram esse empreendimento possível, entre elas a RobLis Produções e Locações de Equipamentos Cinematográficos, que disponibilizou um vasto leque de opções de equipamentos para serem utilizados no set de filmagem; a Piranha Filmes, que abonou a produção de set e através de seu diretor, Leandro Mathiello, garantiu ao filme uma estrutura de causar inveja aos maiores realizadores do cinema nacional; e a Farjalla FX, empresa de efeitos especiais que cedeu ao filme por um custo mínimo toda a estrutura de armas, fardas e muitos outros objetos cenográficos.

Além disso, o filme teve apoios voluntários para a maquiagem, maquiagem de efeitos, figurino, equipe de platô — liderada com maestria pelo platô Wallace Vidigal —, fotografia de Fernando Macedo e seus incansáveis assistentes, toda a equipe de figuração, que contou com atores profissionais como Jonser Shakespeare, e MCs como El Tosh, Nego Tema e Big Papo-Reto, além de quase toda a estrutura de maquinário, cedida ao filme sem nenhum custo por Luizinho Xerém, um dos melhores e mais experientes eletricistas de cinema do Brasil.

Com todo o esforço, estrutura e apoio, o ano de 2015 terminou com a marca de mais uma vitória da imprensa democrática e popular em sua nova empreitada de desbravar e redescobrir o cine-político no Brasil. Com previsão de lançamento para outubro de 2016, Livres será a inauguração de mais uma de muitas ferramentas de AND para mostrar ao Brasil e ao mundo a realidade sofrida e de resistência de nosso povo. Avante.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin