Violeiro urbano

Cantor, compositor e violeiro, o paulistano Amauri Falabella foi o vencedor de um prêmio de música brasileira feito a júri popular pela televisão, em 2000. Com influências musicais de Dércio Marques, Elomar, Xangai, Vidal França e Vital Farias, Amauri faz questão de deixar claro que só toca aquilo que acredita e do jeito que gosta.

http://www.anovademocracia.com.br/168/16a.jpg

Fui influenciado a me tornar um músico pelo meu pai, que toca violão e canta muito bem até hoje. Minha mãe cantava o dia inteiro e o rádio estava sempre ligado em casa — conta Amauri.

— Comecei a aprender violão com meu pai. Foi ele quem me passou os primeiros acordes e ritmos. Aprendi muitas músicas com eles e só depois de bastante tempo fui conhecer os autores daquelas canções —continua.

— Tenho a impressão de que todos nós cantamos aquilo que ouvimos e que gostamos. Nunca fui preso a modismos e nunca cantei nada só para agradar quem quer que fosse, mesmo quando toquei na noite pelos bares e tal

Ele teve fortes influências de variados estilos musicais e importantes nomes da música popular brasileira.

No final da década de 1970, eu ouvi a  canção O Violeiro, de Elomar, que mudou completamente meu modo de ouvir música popular. Depois conheci também as coisas do Vital Farias, Xangai,Vidal França, Dércio Marques e outros —relata.

— O Dércio eu conheci pessoalmente em 1997. Ele ouviu umas canções minhas, que gravei em casa mesmo e passei para um amigo, que passou para outra pessoa e acabou chegando até ele. Um dia ele me achou e, por telefone, disse que era ele e gostaria de fazer um registro de uma canção minha —conta.

Amauri pensou que Dércio fosse gravar uma de suas músicas, mas se surpreendeu quando ele fez ainda melhor.

Ele me levou pra um estúdio e foi a primeira vez que gravei. Foi a canção Ciranda Lunar,  junto com ele e a Dani Lasalvia no CD Cantigas de abraçar —recorda.

Depois, quando eu estava já gravando meu primeiro CD, conheci o Vidal França. Ele escreveu um poema chamado Trilha, que depois musiquei e gravei no meu CD Violeiro Urbano, com a sua participação.

Assim como Dércio Marques e outros artistas que o influenciaram, Amauri não se prende a um gênero. Usa a viola e faz música brasileira.

Não saberia definir a música que faço, e prefiro não definir. São canções sem fórmulas prontas, tem que ouvir. Quanto às letras, muitas delas falam de lua, estrelas, passarinhos, natureza —fala.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin