Trabalhadores protestam contra a privatização da Cedae

http://www.anovademocracia.com.br/185/09b.jpg

No dia 20/02, milhares de manifestantes realizaram um ato em frente à Alerj contra a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

O projeto de lei, aprovado a portas fechadas pelos parlamentares, inimigos históricos do povo do Rio, foi rechaçado pelos trabalhadores da estatal, que contaram com o amplo apoio de estudantes, professores e servidores públicos de diversas categorias.

A criminosa venda da Cedae, que conta atualmente com cerca de 5.500 funcionários, foi a contrapartida oferecida por Pezão ao gerenciamento Temer/PMDB, que prometeu liberar mais um empréstimo de 3,5 bilhões ao estado fluminense.

Após a concentração, ocorrida desde às 10h na porta da Alerj, o protesto popular saiu em marcha em direção ao prédio da Cedae, localizado na Avenida Presidente Vargas. Uma enorme faixa, assinada pelo Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), com os dizeres Greve geral contra Temer/Pezão! Rebelar-se é justo!, foi estendida em uma das passarelas próximas à Cedae. Consignas de protesto foram inscritas em muros e tapumes da principal avenida do centro da cidade.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

As forças de repressão atacaram com bombas e balas de borracha o justo protesto popular que se aglomerou em frente à empresa. A resposta foi imediata: paus e pedras foram lançados. O confronto ocorreu por volta de 14h30 e espalhou gás lacrimogêneo pelas mediações da Cedae, afetando pessoas que passavam pelo local. Ao final do ato, cerca de 20 manifestantes foram detidos e levados para a 17ª DP em São Cristóvão, segundo informações divulgadas pelo monopólio de imprensa.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin