MA: Cacique krikati sofre ataque

O cacique João Grossar Krikati foi atacado no dia 6 de janeiro em trecho da MA-280, entre os municípios de Sítio Novo e Montes Altos, próximo a Terra Indígena (TI) Krikati, sudoeste do Maranhão.

Conteúdo exclusivo para assinantes do jornal A Nova Democracia

A liderança krikati percorria a rodovia estadual em sua moto quando um carro se aproximou e o derrubou. Com ferimentos leves e temendo por sua vida, João Krikati se escondeu na mata que circunda a rodovia. Horas depois, os Guardiões da Floresta – grupos de krikati que realizam a autodefesa de seu território para coibir invasões – estranhando a demora do cacique, partiram em buscas até localizar a moto. Daí seguiram os seus rastros na mata até encontra-lo e levá-lo para São José, uma das seis aldeias que constituem a TI Krikati.

“O cacique é um dos mais corajosos na defesa do território. Costuma combater os invasores, não deixa tirar madeira. Tem sido assim no Maranhão com quem defende a terra”, denunciou o presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi), Cry’cry Krikati. E complementa: “Como sabiam a hora que o cacique passaria? Como sabiam quem era, já que estava de capacete? Estamos sem nenhuma segurança. Estamos nos tornando alvos constantes, criminalizados, perseguidos”.

Os krikati em conjunto com os tenetehar (também conhecidos como guajajara) lutam contra as constantes tentativas de invasões de latifundiários, madeireiras e garimpeiros. Os dois povos vivem e resistem dentro da TI Krikati.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin