USA: Imigrantes detidos na fronteira com o México atinge o maior número em 15 anos

“Não é como se alguém sentado em uma mesa de cabeceira de mão na Guatemala – quero dizer em algum lugar no México ou em Guadalupe – tivesse dito: ‘Tive uma grande ideia. Vamos vender tudo o que temos, dá-lo a um coiote [quem faz o transporte ilegal dos imigrantes], fazê-los levar nossos filhos através da fronteira para um deserto onde eles sequer falam a língua. Isso não será divertido? Vamos!’ Não é assim que acontece. As pessoas não querem ir embora”.

Foi isso que disse o atual presidente do Estados Unidos (USA), Joe Biden, em 2013, sobre a imigração.


Imigrantes centro-americanos são encurralados por agente de patrulha - Foto: Lucy Nicholson

Entretanto, em março de 2021, mais de 171 mil imigrantes foram detidos na fronteira entre o USA e o México, e mais de 18,7 mil crianças e adolescentes desacompanhados foram presos ao tentarem chegar em solo americano, quase o dobro do mês anterior, fevereiro. Ao total, o aumento na imigração foi de 70% em relação a fevereiro.

Não bastando o cenário já atroz, foram encontradas duas meninas equatorianas jogadas da altura do muro de quatro metros na fronteira, por um atravessador (“coiote”). Uma das meninas tem três anos de idade,  a outra, cinco, ambas se encontram internadas no hospital.

Um dos motivos para a situação desumana é que Biden mantém em vigor uma medida implementada por Trump em “resposta à pandemia de Covid-19”, que expressa fielmente a verdadeira face da chamada “política imigratória” ianque. A medida dá aos agentes de “segurança” o poder de recusar rapidamente os imigrantes na fronteira, sem dar chance a pedidos de asilo.

Dessa grande massa de imigrantes presos na fronteira, cerca de 16% foram deportados de volta para o México, onde não encontram abrigo devido à superlotação nos centros designados aos imigrantes. Os que conseguem ingressar no USA são despejados aleatoriamente em cidades estadunidenses ao longo da fronteira, sem sequer serem fornecidas informações completas de quando devem comparecer aos tribunais, medida que deve ser cumprida devido à sua situação imigratória não regularizada.

Outra denúncia realizada pelos imigrantes é a de que os agentes ianques afirmam que eles serão levados ao USA, iludindo essas pessoas. Ao chegar no local, percebem que, na verdade, eles estão em qualquer lugar do México.

Em um caso, exposto pelo The Intercept estadunidense, uma agente ainda fez chacota dos imigrantes expulsos, falando “bem-vindos a Miami”, quando os imigrantes estavam em Chihuahua, México. Esses, que haviam embarcado no avião no Texas, disseram que se sentiam “enganados pelo governo do Estados Unidos”.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin