Latifúndio invadiu 178 posses em 2020

Segundo dados preliminares da Comissão Pastoral da Terra (CPT), foram registradas 178 invasões violentas de terras em posse de 55,8 mil famílias camponesas e indígenas no decorrer de 2020. Com aval do governo de Jair Bolsonaro e generais, 97 áreas indígenas, 21 áreas remanescentes de quilombolas e 19 ocupadas por posseiros foram invadidas por monopólios capitalistas burocráticos, latifundiários e grileiros. 

Tal número – que constitui 77,3% das invasões efetivadas pelos monopólios – representa um aumento expressivo se comparado ao ano de 2019, em que foram registradas nove invasões. A violência também apresentou um aumento exponencial. Em números parciais, foram registrados 1.083 casos de violência contra a ocupação e posse de terras, envolvendo o total de 130.137 famílias camponesas e indígenas.

Além disso, a CPT averiguou um avanço na apropriação sobre bens comuns, como a água, pelas classes dominantes. Dados parciais indicam 199 conflitos, incluindo áreas indígenas, envolvendo 35.850 famílias. Com 43% dos casos, a mineração é a maior responsável pelos conflitos,   acompanhada por empresas de capital burocrático-comprador, o setor elétrico e o velho Estado.

Ainda segundo os dados da CPT, os mais prejudicados pela violência latifundista e do governo federal são as populações ribeirinhas, envolvidas em 69 conflitos; os povos indígenas, envolvidos em 39 conflitos e as comunidades pesqueiras, com 38 conflitos. A maioria dos embates se deu na região Sudeste, com 99 casos, seguida pela Norte, com 50.

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin