MG: Vigoroso ato é realizado contra a privatização da água em Ouro Preto

Uma combativa manifestação popular contra a privatização da água foi realizada em Ouro Preto, cidade histórica de Minas Gerais, no dia 28 de maio. O protesto foi convocado pelo Comitê Sanitário de Defesa Popular de Ouro Preto, Mariana e região e ganhou a adesão da população, de entidades e associações de bairros e distritos do município. 

No ato, os trabalhadores mantiveram o distanciamento e marcharam até a porta da prefeitura. Após as falas combativas do povo repudiando o governo militar genocida de Bolsonaro e em rechaço à proposta de privatização da água empreendida pela prefeitura, foi realizada a leitura pública e entrega da “Carta do povo de Ouro Preto”. A carta exige a saída imediata da empresa do município e a oferta pública e gratuita dos serviços de fornecimento e tratamento de água. 

 

Fora Saneouro! 

A manifestação teve início na praça da Estação, onde se concentraram trabalhadores de diversos bairros do município e se deu a confecção de  cartazes e faixas com os dizeres: Fora Saneouro!, Abaixo a privatização da água!, Rebelar-se é justo!, A água é do povo!, A nossa água não está à venda!, Nós não vamos pagar nada!. 

A tentativa de privatização do serviço de água em Ouro Preto se dá em meio à pandemia e a enorme crise econômica que se agrava a cada dia. O povo tem sido sujeito às piores condições de vida, sem emprego, sem vacina e sofrendo com o aumento diário dos preços dos alimentos e itens básicos de sobrevivência. Historicamente o povo de Ouro Preto, Mariana e região tem enfrentado as consequências do roubo sistemático de suas riquezas naturais, que geram fartura para meia dúzia de grandes bancos e agências do capital financeiro, e deixam para o povo rastros de lama, soterramentos, mortes e miséria e dependência econômica para a região. Agora, o povo tem seus direitos ainda mais atacados com a entrega de suas águas para mais uma empresa de fachada do grande capital financeiro monopolista, a Saneouro. 

Durante o ato, vereadores oportunistas e politiqueiros da extrema-direita, que sempre defenderam a privatização de todos os serviços e a entrega de todas as riquezas para o capital financeiro, tentaram enganar a população com propostas de “revisão do contrato de concessão” e abaixo-assinados eleitoreiros, mas foram rechaçados pelo povo organizado que exigiu o fim da privatização e a saída imediata da empresa. 

Ao final do ato foi anunciada a continuidade da luta através da organização de comissões por bairros e o recado foi dado: Se a Saneouro não sair, olê, olê, olá... o pau vai quebrar!. 

 

Desabastecimento de água 

O povo de Ouro Preto que sofre todo ano com crises de abastecimento de água em decorrência do esvaziamento dos lençóis freáticos causados pela criminosa Vale e sua mineração predatória, agora tem de enfrentar a ameaça de cobrança de absurdas tarifas de água em plena crise sanitária. Em 2018, a gestão entreguista da prefeitura de Ouro Preto deu a concessão do serviço de fornecimento de água e saneamento básico para a empresa sul-coreana GS Inima. 

O grupo monopolista GS Inima é o quinto maior conglomerado de empresas da Coréia do Sul. Com negócios nos setores de petróleo, engenharia e construção, energia, dentre outros, conta com faturamento superior a 67 bilhões de dólares. 

O atual prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo (PV), nada fez contra as ameaças de cobranças abusivas pela empresa. Ele foi eleito com a coligação de Republicanos, Rede, PSB, PV, PCdoB e PL levantando uma promessa demagógica de rescindir o contrato com a empresa. Porém, o que se vê hoje é o avançar da instalação dos hidrômetros por todos os bairros, gerando indignação e revolta entre o povo. 

 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin