AM: Vereadores gastam R$ 83 mil em café e açúcar

A Câmara Municipal de Ve- 

readores de Manaus publicou 

no dia 23, no diário oficial, a 

compra por meio de licitação 

de cerca de R$ 83,4 mil em 

café e açúcar para consumo 

dos vereadores em apenas 1 

ano. Segundo o documento, 

são 4.200 kg de açúcar e 1.900 

kg de café. 

O presidente da Câmara 

Municipal de Manaus, verea- 

dor David Reis, do mesmo par- 

tido do prefeito David Almeida, 

Avante, relatou ao monopólio 

de imprensa que o processo 

não é ilegal: “Existem três pro- 

postas e a menor é declarada 

vencedora. Todo o processo 

foi dentro do que a lei exige. 

Eu gostaria muito que o poder 

público pudesse fazer compra 

dentro do Nova Era, mas não 

é possível. Não fui eu quem 

encareci o preço. Infelizmente, 

para o poder público tudo é 

mais caro”. 

No dia 18 de maio a Câ- 

mara de Vereadores realizou a 

compra 2.500 resmas de papel 

A4 totalizando R$ 50 mil, uma 

resma custa cerca de R$ 20, 

enquanto a média nos esta- 

belecimentos comerciais da 

cidade é de R$ 15. Desde 2015 

a Câmara utiliza um sistema 

digital para documentos com o 

objetivo de reduzir a utilização 

de papel. 

Sobra dinheiro na 

Câmara, falta ao povo 

Em entrevista ao mono- 

pólio de imprensa em março 

de 2021, o prefeito David Al- 

meida reconhece que o valor 

destinado aos empresários do 

transporte “público” é 3 vezes 

maior que o valor destinado 

ao auxílio manauara. Apenas 

em fevereiro o montante re- 

passado aos empresários foi 

de cerca de R$ 24 milhões. 

O auxílio foi anunciado 

durante a farsa eleitoral em 

novembro e irá atender 40 

mil famílias em situação de 

extrema pobreza em Manaus. 

Cada uma receberá apenas R$ 

200 por seis meses. Apenas 

no primeiro dia de inscrição, 

cerca de 100 mil pessoas so- 

licitaram o auxílio. 

Em outro trecho, o rea- 

cionário David Almeida rela- 

ta que a prefeitura manauara 

repassou apenas em fevereiro 

e março aos empresários do 

transporte “público” cerca de 

absurdos R$ 40 milhões. 

Enquanto o oportunismo 

eleitoreiro defende a manuten- 

ção dessa prática por meio do 

“voto consciente” e da fábula 

da “defesa do Estado demo- 

crático de direito”, as massas 

cansadas promovem protestos 

em todo o país. Uma das pautas 

mais observadas por todo país, 

nas manifestações populares, 

tem sido a exigência do auxílio 

emergencial de R$ 1.000 até o 

fim da pandemia. 

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin