Estado burguês-latifundiário proíbe escola itinerante para camponeses no RS

Seguindo "orientação" do Ministério Público, o governo do Rio Grande do Sul determinou o cancelamento dos convênios com o MST que mantinham escolas itinerantes em acampamentos de Sem-Terra.

http://www.anovademocracia.com.br/51/10a.jpg
Crianças brincam em escola itinerante

As escolas funcionavam há mais de 13 anos nos acampamentos do estado do Rio Grande do Sul e cumpriam o papel de instruir centenas de crianças.

A política de ataque às escolas para os filhos dos camponeses, muitas vezes a única opção para as famílias educarem seus filhos, já estava em andamento. No ano passado, o Governo do Estado atrasou em 9 meses os salários dos educadores e não fornecia material didático.

Súbito, sem qualquer consulta às famílias, o governo do estado determinou a transferência das crianças acampadas para escolas municipais das cidades mais próximas. Mesmo os prefeitos protestaram contra a decisão, alegando não possuírem recursos para receberem as crianças.

De acordo com a coordenação das escolas itinerantes, o prefeito de São Gabriel, Rossano Gonçalves (PDT), declarou que prefere que as escolas itinerantes atendam as crianças do município. As escolas itinerantes custam R$ 16 mil ao Governo do Estado, enquanto apenas São Gabriel precisaria desembolsar R$ 48 mil em transporte escolar para atender estas crianças.

Como  protesto, uma sala de aula foi montada no meio do asfalto e bloqueou o trânsito na BR-386, no norte Gaúcho. No sul do estado, aulas foram ministradas em frente à Coordenadoria Regional da Educação de Pelotas. Em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, famílias se recusaram a matricular seus filhos nas escolas determinadas pelo Ministério Público. 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin