Força total na reta final da Campanha de Finanças

Pela primeira vez, nestes oito anos de existência do AND, entregamos aos leitores, no ano de 2009, 12 edições do nosso Jornal. Esta grande vitória de nosso esforço editorial foi também o responsável pelo desequilíbrio em nossas finanças tendo em vista o aumento de despesas variáveis com o aumento do número de edições. Daí o motivo pelo qual lançamos a presente campanha de finanças.

Outra grande vitória alcançada por nós foi em relação à nossa página na internet; Temos uma média de 45 mil visitas mensais e durante a edição 57 tivemos um pico de 65 mil visitas durante o mês. Devemos nos orgulhar disso, são pouquíssimos jornais considerados "populares" que possuem uma assiduidade tamanha de leitores e visitantes em suas páginas na internet. Também experimentamos colocar um contator de visitas em nosso blog da redação e tivemos outra surpresa: mais de 100 visitantes o acessaram apenas no primeiro dia após a colocação do contador!

Para este segundo balanço da Campanha de Finanças usamos o extrato bancário do dia 16 de dezembro com a arrecadação de R$ 7.917,00. Faltando então quinze dias para o encerramento do prazo estabelecido para o final da campanha, ou seja, 31 de dezembro, observamos que não atingimos nem a metade da meta estabelecida de R$ 20.000,00.

Nadar contra a corrente, essa tem sido a marca do AND ao se colocar abertamente ao lado das massas exploradas e oprimidas de nosso povo e de todo o mundo, e para cumprirmos essa tarefa sem nos desviarmos desse caminho, livremente adotado, e claramente expresso em nossa linha editorial, não aceitamos recursos provindos do velho Estado, de grupos monopolistas ou das classes reacionárias. Assim, se observarmos quais as dificuldades verificadas para que a campanha não tenha empolgado a todos que trabalham, colaboram e lêem o AND, veremos que é possível nos aproximarmos mais da meta.

Aos que trabalham, aos que colaboram e aos que lêem o nosso combativo jornal é que foi feito o apelo para que se empenhassem na arrecadação de fundos que cobrissem a meta proposta. Pelos resultados, constatamos que faltou, exatamente, o empenho dessas pessoas em ampliarem o círculo de apoiadores do AND. O grande problema é sempre o "deixar para depois", aí o tempo vai passando e a tarefa não é realizada, ou seja, não se trata de desconhecimento da necessidade do jornal de se sustentar em suas próprias forças, mas de entender que "quem sabe faz a hora, não espera acontecer".

Tivemos experiências exitosas. Comitês de apoio e colaboradores do jornal procuraram assinantes, renovaram assinaturas, abriram novas assinaturas de apoio, venderam livros do nosso catálogo, divulgaram mais amplamente o jornal em meio aos trabalhadores da cidade e do campo.

Ressaltamos particularmente um o caso do companheiro Wendel, de Franco da Rocha – SP, que conheceu o jornal há 5 edições, gostou do seu conteúdo e procurou a redação se oferecendo para participar da campanha de finanças de AND. De São Paulo tivemos, também, a contribuição de um anônimo que depositou R$ 1.000,00 em nossa conta.

Isso significa que muitos apoiadores do jornal entendem a importância de sustentá-lo, para prosseguir cumprindo sua missão, pois não pode existir imprensa popular e democrática sem um intenso movimento por sua defesa e divulgação.

Devido à periodicidade do jornal, encerramos esse pré-balanço de nossa campanha de finanças no dia 16 de dezembro, portanto, faltando ainda duas semanas para o encerramento do prazo. Por isso, decidimos prorrogar a data para o recebimento dos relatórios dos comitês de apoio e os depósitos dos apoiadores até o dia 15 de janeiro, quando realizaremos nosso balanço final a ser publicado na edição de fevereiro.

Com isso ganhamos praticamente mais um mês de prazo. Desejamos a todos êxito nos trabalhos!

{mosloadposition pagseg}

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin