RJ: Moradores de Campo Grande e Guaratiba protestam por falta de água e luz


Faixa exige normalização do fornecimento de água

Há mais de duas semanas sofrendo com o não fornecimento de bens essenciais como água potável e energia elétrica, moradores de dois bairros vizinhos localizados na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro resolveram ir para as ruas em busca de uma solução na tarde do último dia 18 de dezembro, e na manhã do dia 19 (quarta-feira).

No Jardim Maravilha, comunidade localizada no bairro de Guaratiba, os manifestantes ergueram faixas com palavras de ordem e exigiram o reabastecimento de água na região. Enquanto o sol baixava e mais pessoas se aglutinavam, pneus foram colocados em bloqueio na Estrada do Magarça e posteriormente incendiados. A Polícia Militar foi acionada junto ao Corpo de Bombeiros, que apagou o fogo; mas tiveram de assistir à população reacender as barricadas logo em seguida.


Pneus foram incendiados em protesto à situação que já dura mais de duas semanas

Mesmo com o fechamento da via, vídeos que estavam sendo publicados na internet mostravam como passageiros do transporte público e alternativo aderiram às pautas dos manifestantes e hostilizavam o prefeito da cidade, Marcelo Crivella (PRB), responsável pela Fundação Instituto das Águas do Município do Rio de Janeiro (Rio-Águas) e o ex-governador Fernando Pezão (PMDB), responsável, até a data de sua prisão, pela Companhia Estadual de Águas e Esgoto do Estado do Rio de Janeiro (Cedae).

Segundo os moradores, as tarifas mensais chegam às suas casas como se o abastecimento estivesse normalizado, com todas as taxas de manutenção, tratamento etc.; no entanto, de acordo com os mesmos, diversos vazamentos e alagamentos são reportados para as companhias que nada fazem para solucionar o problema. Em alguns casos, as contas de água ultrapassam, inexplicavelmente, os R$ 600. Eles relatam que o mesmo também acontece com o fornecimento de energia elétrica, onde a empresa privada responsável pela distribuição de energia (Light) não realiza a manutenção dos equipamentos no local e, por consequência de tal omissão, faz com que os moradores fiquem frequentemente sem energia, não respondendo aos chamados de urgência.


Moradores exibem contas de água e comprovantes de pagamento

É válido ressaltar que a Zona Oeste da capital fluminense passa pelas semanas mais quentes do ano, tendo batido o recorde de temperatura anual nas datas dos protestos: em bairros como Santa Cruz e Bangu, respectivamente, a temperatura chegou a 40,6ºC e a sensação térmica a 52ºC.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin