RJ: Policiais invadem casa de morador durante operação no Santa Marta


No vídeo pai mostra desespero da filha ao ter sua casa invadida por PMs. Foto: Reprodução.

Um morador do morro Santa Marta, em Botafogo, zona sul do Rio, denunciou em vídeo divulgado nas redes sociais a invasão de sua residência por policiais militares (PMs).  Ele afirma que teve apontando fuzis para si e que, ainda, foi destruído, com pontapés, a porta de sua casa. A invasão se deu durante operação policial na manhã do dia 11 de janeiro.

Tandy Firmino, que é repórter fotográfico, mostrou no vídeo a destruição causada pelos agentes na casa. Nas filmagens ele denuncia, também, o susto que ele e sua filha levaram ao se depararem com os policiais armados dentro de sua própria residência.

Tandy, que teve um fuzil apontado contra ele na sala da própria casa, protestou: “Minha porta [está] quebrada, quebrada aos pontapés, entendeu? Os pedaços da porta aqui… e a gente está aqui sem entender nada, minha filha desesperada, sem necessidade disso. Não tem que entrar na casa de ninguém. Não tinha nenhum tipo de mandado, não tinha nada", disse o morador revoltado.

“A realidade do morador de favela é essa. É preto, pobre e favelado. Além do susto, isso é muito esculacho pro morador. Cê tá entendendo? A gente precisa ter direito entendeu”, disse Tandy no vídeo.

Prossegue violência policial em favelas do Rio

Mal se iniciou o ano de 2021 e já se registrou diversos relatos de violência policial dentro de comunidades cariocas e da região metropolitana.

No dia 5 de janeiro policiais do 12º Batalhão assassinaram dois jovens durante operação no morro Santo Cristo em Niterói. Os assassinados foram Gabriel Machado, conhecido como Zulu, de 19 anos e Jeferson de 15 anos. No momento do crime “Zulu” trabalhava cantando latinhas, o rapaz era deficiente mental. O crime causou revolta na comunidade, com isso moradores protestaram e fecharam parcialmente a Alameda São Boaventura, pista que dá acesso à Ponte Rio-Niterói.

No dia 4 de janeiro, PMs assassinaram com um tiro de fuzil, na Cidade de Deus, zona oeste Rio, o trabalhador Marcelo Guimarães, de 38 anos, quando o mesmo acabará de deixa o filho na creche e ia para o trabalho. Segundo testemunhas o tiro partiu de dentro de um carro blindado da PM acertando Marcelo pelas costas. Indignados, moradores e familiares fecharam, no mesmo dia, a Linha Amarela, importante via que liga a região ao centro da cidade. 

No dia 5 de janeiro, após o enterro de Marcelo, em Inhaúma na zona norte, familiares e amigos voltaram a protestar contra a covardia cometida pelos policiais.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro