CE: Feirantes protestam contra prisões e pelo direito de trabalhar

Protesto se desenvolveu após a arbitrária prisão de dez trabalhadores em feira. Foto: Banco de Dados AND

Feirantes fizeram uma combativa manifestação na manhã do dia 26 de maio, com o levantamento de barricadas com pneus e pedaços de madeiras na Av. Gen. Osório de Paiva, uma importante via que liga Fortaleza, capital do Ceará, com o município de Maracanaú.

O protesto aconteceu por conta da prisão de dez trabalhadores quando estes trabalhavam em uma feira-livre, no dia 25 de maio. As feiras livres estão proibidas na capital cearense por conta da Covid-19.

Segundo o monopólio de imprensa, os pequenos comerciantes, que vendem frutas, legumes e verduras para sobreviverem, não atenderam a ordem da PM para desmontarem as suas barracas, o que teria motivado as prisões.

A ação arbitrária da PM do Ceará gerou um grande sentimento de revolta nos outros trabalhadores, que repudiaram a perseguição aos seus colegas e realizaram um protesto combativo. O fato aconteceu no bairro Barroso, em Fortaleza.

O diretor da Associação dos Feirantes de Fortaleza, João Evangelista de Souza, denunciou toda a situação: "um pai de família que se acorda de madrugada, ou seja, de uma forma angustiante, sem poder dormir, para ir à Ceasa comprar seus materiais, trazer para vender e a hora que estão trabalhando se depara com uma situação dessas. A gente precisa que o comitê do governador possa rever essa situação".

Durante o protesto, os trabalhadores revoltados fizeram barricadas com pneus e bloquearam trecho de avenida. Foto: Reprodução

PERSEGUIÇÃO AOS PEQUENOS COMERCIANTES 

Os pequenos comerciantes reclamam que o governo do Ceará continua proibindo as feiras-livres, enquanto já liberou que grandes redes de supermercados voltassem a funcionar normalmente. Os trabalhadores argumentam também que o velho Estado tem interesse somente em favorecer os grandes empresários. Prova disso são os transportes públicos sempre lotados mesmo durante a pandemia.

Outro ponto levantado pelos feirantes é que com o alto índice de inflação e desemprego, as massas buscam adquirir alimentos com preços mais acessíveis, produtos esses que encontram nas feiras. As feiras-livres são também muito populares em toda a capital cearense e em municípios da região metropolitana. Fato este, que gerou ainda mais revolta e sentimento de solidariedade na população cearense.  

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin