PR: Comitê Sanitário realiza protesto exigindo auxílio emergencial e vacina

Faixa levada ao ato pelo CSDP de Pinhais. Foto: Banco de Dados AND.

No dia 26 de junho, moradores mobilizados pelo Comitê Sanitário de Defesa Popular (CSDP) de Pinhais, no estado do Paraná, mais uma vez saíram em protesto pelas ruas da cidade exigindo vacina e auxílio emergencial de um salário mínimo para o povo.

O protesto seguiu levando uma faixa que estampava “Luto pelos 500 mil mortos pela Covid-19! Vacina para o Povo já!”, panfletos de denúncia ao governo militar de Bolsonaro/generais como os principais responsáveis pelo genocídio do povo e falas agitativas no megafone conclamando os moradores a apoiarem e se organizarem no Comitê Sanitário.

A atividade teve amplo apoio de moradores e comerciantes da região. Curiosos com a movimentação, saíam de suas casas para escutar o conteúdo das denúncias e, imediatamente, demonstravam solidariedade às famílias enlutadas e indignação pelo descaso com a vida do povo e, particularmente, os escândalos com a compra de vacinas envolvendo o governo.

O Comitê segue mobilizando, politizando e organizando o povo pelos seus direitos elementares, cada vez mais surrupiados, e apontando a luta e organização popular como única saída para essa situação de miséria e exploração.

Os vários Comitês Sanitários de Defesa Popular (CSDP) surgidos após o advento da Covid-19 no Brasil possuem o principal objetivo de organizar as massas para a sua própria proteção frente ao vírus e também organizá-las para exigirem os seus direitos mais básicos e imediatos. Tal iniciativa surge como enfrentamento ao descaso e ao genocídio planificado disfarçado de negligência cometido pelo governo militar de Bolsonaro/generais.

Ativistas saíram em caminhada distribuindo panfletos e conversando com as massas sobre as suas dificuldades em enfrentar a pandemia. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin