Tiago dos Santos: Dentro da área, polícia é rechaçada pelos camponeses, que não se intimidam com arsenal de guerra (assista ao vídeo)

Policial cão de guarda do latifúndio é rechaçado pelas massas camponesas. Foto: Banco de Dados AND

A megaoperação feita pela PM-RO seguiu durante todo dia de ontem, 20 de outubro, removendo os camponeses, parte por parte. Buscando dividir as massas, as forças da repressão estão aplicando a tática de prometer e ameaçar, isto é, prometer condições de estadia para quem decidir se retirar da área, e ameaçar usar toda sua violência reacionárias aqueles que decidirem ficar.

Diante disso, os camponeses têm reagido e rechaçado as forças policiais. Mesmo contando com helicópteros, num cerco que mobiliza mais de 3 mil soldados de diferentes instituições militares reacionárias, a reação não consegue intimidar as massas.

Leia também: RO: ‘Essas terras são do povo e lutaremos por elas’, afirmam camponeses enquanto PM e Força Nacional preparam massacre

Segundo denúncias dos camponeses, os militares, todos empunhando armas de guerra como fuzis e submetralhadoras, adentraram nos barracos impondo ordens de retirada, no diuturno do dia 20. Como já denunciado, o despejo ocorre inclusive de madrugada, sem a presença de um Oficial de Justiça. A Força Nacional, enviada pelo governo militar genocida de Bolsonaro, também está integrando diretamente a operação, juntamente com o Batalhão de Choque, segundo a PM.

Em uma das investidas contra as famílias, um policial atira, a seu bel-prazer, spray de pimenta contra os camponeses, que reagem com todo o ódio de classe: “Verme! É um verme esse daí!”, bradou com fúria uma camponesa, frente a frente, a poucos metros dos policiais.

Leia também: RESISTÊNCIA! Famílias resistem à tentativa de novo massacre no Tiago dos Santos, RO

Massas camponesas não são intimidadas dentro da Área Tiago dos Santos. Foto: Banco de Dados AND

Policiais agridem, intimidam e humilham pessoas de fora da área

Segundo divulgação da própria imprensa local de Rondônia, a presença dos policiais tem sido muito denunciada pelos moradores das localidades próximas à Área Tiago Campin dos Santos, região de Nova Mutum. 

Milhares de policiais realizam operação contra a Área Tiago dos Santos e são rechaçados. Foto: Banco de Dados AND

Camponeses denunciaram que estão sendo humilhados pelos policiais, que invadem comércios e intimidam os proprietários para que não vendam alimentos aos moradores da região, sejam eles da área Tiago Campin dos Santos ou não.

Uma moradora relatou ao portal "Rondônia ao vivo”: “Eles [os policiais] falam sempre que haverá um banho de sangue, que vai morrer muita gente aqui e se vocês forem identificados como quem ajuda, também serão penalizados”.

Um adolescente também relatou que foi agredido. O jovem de 14 anos sofreu socos no estômago e golpes nos testículos desferidos pelos policiais: “Fiquei com medo de que me matassem. Os policiais chegam encapuzados, armados até os dentes e tratando moradores como bandidos! Eu trabalho na roça, tiro leite de madrugada. Isso não é papel de quem fala que vai proteger a população!”. 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin