MG: Camponeses do Norte de Minas fazem homenagem em memória do dirigente Cleomar Rodrigues de Almeida

Durante celebração em homenagem ao grande dirigente camponês Cleomar Rodrigues de Almeida, camponeses de Pedras de Maria da Cruz (Norte de Minas) também prestaram apoio à luta pela terra em Rondônia. Foto: Banco de Dados AND

Camponeses realizaram uma celebração à vida do dirigente camponês Cleomar Rodrigues de Almeida. A atividade ocorreu no município de Pedras de Maria da Cruz, norte do estado de Minas Gerais, e mobilizou camponeses da região que lutam pela terra. 

A celebração ocorreu no dia 22 de outubro, na data em que se completaram 7 anos do covarde assassinato do dirigente da Liga dos Camponeses Pobre (LCP), Cleomar Rodrigues a mando dos latifundiários em Pedras de Maria da Cruz. Desde então, todos os anos, honrando sua memória, os camponeses realizam manifestações, marchas e atos em repúdio ao seu assassinato e em sua homenagem. Nessas ocasiões, os camponeses relembram a sua biografia e celebram sua imensa contribuição como destacado dirigente da LCP. Durante sua vida, Cleomar dedicou-se à luta pela terra para quem nela trabalha e pela construção da revolução democrática, agrária, antifeudal e anti-imperialista no Brasil, a serviço da Revolução Proletária Mundial.

Neste ano, depois de prolongada estiagem, a chuva agraciou a cerimônia que ocorreu na Área Revolucionária Cleomar Rodrigues de Almeida. Na véspera do evento, que ocorre todo ano, as massas camponesas reuniram-se para relembrar o marco construído em 2017, quando realizou-se a entrega dos certificados de Posse do Corte Popular para as 62 famílias. E no dia 24/10, ocorreu uma importante Assembleia. Nela, dirigentes da LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia, do Movimento Feminino Popular (MFP) e moradores da área, entre eles familiares do companheiro Cleomar, se pronunciaram e discutiram sobre a luta pela terra.

Camponeses se reuniram na Assembleia Popular para discutirem os rumos de sua luta. Foto: Banco de Dados AND

Assembleia Popular mobiliza camponeses

A Assembleia foi iniciada com os presentes entoando o hino “Conquistar a Terra”. Ao final, os camponeses levantaram as consignas: É terra, é terra, pra quem nela trabalha e viva agora e já a Revolução Agrária!, É morte, é morte ao latifundiário e burguês e viva o poder operário e camponês

A companheira do MFP ressaltou a importância de valorizar as conquistas da luta popular, em especial a camponesa, além de defender que todas as terras devem ser conquistadas pela Revolução Agrária e distribuída para aqueles que nela trabalham: os camponeses, quilombolas e indígenas. Em sua fala, a companheira também denunciou a situação de miséria, desemprego e fome nas grandes cidades, e afirmou que o companheiro Cleomar sempre encabeçou o trabalho de produção coletiva. A produção coletiva, explicou ela, é um dos pilares do Programa Agrário de Defesa dos Direitos do Povo (PADDP), capaz de unir os camponeses na luta pela produção e, nesse meio, avançar a sua consciência política. E deu como exemplo o Grupo de Ajuda Mútua do Mel e as obras e construções que realizaram melhorias nas áreas camponesas.

Um companheiro da LCP destacou a vida entregue à luta dos companheiros Cleomar Rodrigues e Renato Nathan, caracterizando-as como verdadeiros heróis do povo brasileiro. Em sua fala, o ativista camponês também ressaltou o Presidente Gonzalo, grande Chefe do proletariado internacional e destacou que ele foi homenageado recentemente pela Frente Revolucionária por ocasião de seu assassinato.

A Assembleia também fez uma moção de apoio à resistência dos camponeses das Áreas Tiago Campin dos Santos e Ademar Ferreira. Os camponeses do Norte de Minas se comprometeram a apoiar de maneira irresoluta a luta pela terra em Rondônia que está enfrentando e derrotando a Polícia Militar e a Força Nacional de Segurança. As forças repressivas do velho Estado realizam uma operação para despejar as famílias com um verdadeiro aparato de guerra, com 3 mil soldados, praticando agressões covardes, ameaças e humilhações contra as famílias e os moradores da região.

Por fim, os camponeses declararam que a memória do companheiro Cleomar Rodrigues segue viva na luta de todo o povo brasileiro por Terra, Água, Pão, Justiça e Nova Democracia!

Monumento construído por camponeses homenageando o dirigente da LCP Cleomar Rodrigues. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin