O livro A saga de Aleixo Garcia é lançado em versão digital

Já é possível adquirir o livro da professora Rosana Bond, em sua versão digital, clicando aqui.

A autora

Rosana Bond foi a primeira repórter da América a conseguir entrevistar os guerrilheiros do Exército Popular de Libertação, do Partido Comunista do Peru, conhecido por "Sendero Luminoso".

Já publicou diversos livros, entre eles A história do caminho de Peabiru (volumes 1, 2 e extra), Sendero Luminoso: Fogo nos Andes, Peru: do império dos incas ao império da cocaína, Nicarágua - A bala na agulha, entre outros.

Há vários anos escreve para o jornal A Nova Democracia, onde também é parte de seu Conselho Editorial.

A saga

No livro de Rosana Bond constam informações inéditas ou pouco conhecidas sobre Aleixo Garcia, o náufrago que viveu entre os guarani do litoral catarinense desde 1516 e, trilhando o milenar Caminho de Peabiru, foi o descobridor do império inca antes dos espanhóis.

"Aleixo Garcia, na bibliografia brasileira, estava esquartejado. Um pedaço em cada livro. E o pior: havia pedaços que não se encaixavam. E havia pedaços que nem existiam. (...) Não poderia escrever sobre Aleixo Garcia como se estivesse falando de Cabral, Colombo ou Tiradentes, figuras amplamente conhecidas e de cuja existência ninguém duvida. Assim, redigi esta história como um repórter que denuncia um fato e tem, obrigatoriamente, que prová-lo. Espero ter conseguido. Espero ter obtido a conquista. Desejo que, ao chegar às páginas finais, o leitor tenha de Aleixo Garcia uma imagem nítida, íntegra e carnuda, com muito corpo entre os cabelos e os pés", explica a autora.

De reconhecido valor histórico o livro de Bond foi a principal fonte de inspiração para o filme De Meiembipe a Chuquisaca – A descoberta do Império Inca, da diretora Carolina Borges de Andrade, e foi ganhador do Prêmio Catarinense de Cinema.

Versão digital 2 em 1

Nesta versão digital foram unidos dois títulos anteriormente vendidos separadamente: A saga de Aleixo Garcia - O descobridor do império IncaAleixo Garcia - algo mais sobre a saga do descobridor dos incas, proporcionando ao leitor a necessária continuidade sobre o assunto tratado.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin