Nepal: Confronto entre polícia e manifestantes durante protesto contra alta no combustível

Estudantes resistem à repressão policial. Foto: Navesh Chitrakar/Reuters

Confrontos entre policiais e manifestantes ocorreram em Katmandu, capital do Nepal, no dia 20 de junho, durante protestos contra alta no combustível. Cerca de 100 estudantes foram atacados e responderam com pedras a repressão policial desencadeada contra a manifestação. O protesto ocorreu após o anúncio de nova alta nos preços pela Corporação de Óleo do Nepal (CON), empresa monopolista do país. 

No dia 20/06, a CON anunciou que aumentaria os preços do petróleo e diesel em 12% e 16%, respectivamente. Mais tarde, centenas de estudantes tomaram as ruas da capital do país para denunciar a piora das condições de vida do povo. Os estudantes queimaram bonecos representando o Primeiro Ministro, Sher Bahadur Deuba, e o Ministro de Indústria, Comércio e Suprimentos, Dilendra Prasad Badu. Cartazes com as consignas Ministro das Finanças, renuncie! foram erguidos.

A polícia usou cassetetes e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a justa rebelião estudantil. Contudo, os manifestantes não se intimidaram e responderam ao ataque com arremesso de pedras. Nenhum estudante foi preso e ao menos um veículo da polícia foi danificado como resultado do confronto.

Estudantes arremessam pedras na polícia reacionária. Foto: Navesh Chitrakar/Reuters

Com o novo aumento da estatal monopolista, o litro do petróleo passou a custar 199 rúpias (R$ 8,23), enquanto o diesel e o querosene subiram para 192 rúpias (R$ 7,94). Atualmente, o Nepal importa o petróleo refinado principalmente da Índia, através da Corporação de Óleo da Índia (COI), empresa monopolista estatal indiana que domina o mercado de importação de combustível do Nepal. Em junho, a perda diária da CON atingiu o valor de 4,7 bilhões de rúpias  (R$ 194,3 milhões), sendo a dívida para a COI em torno de 22 bilhões de rúpias (R$ 909,9 milhões).

A mais recente alta no preço do combustível no petróleo é reflexo da crise de superprodução relativa de capitais, sem precedentes, do imperialismo a nível global, e da grave crise econômica do capitalismo burocrático que afeta o Nepal, no particular. Além dessa alta, os preços dos alimentos e bebidas subiram 7,13%, enquanto a inflação de itens não-alimentícios e serviços está em 8,45%. “Se continuar assim, não teremos nenhuma alternativa além de diminuir o número de refeições”, declarou Sangita Kadka, moradora de Katmandu, ao monopólio de imprensa Zawya. Atualmente, em torno de 4,6 milhões de pessoas estão passando fome. Esse número deve aumentar ainda mais nos próximos meses com a diminuição das importações de comida após a Índia e outros 13 países restringirem as exportações de grãos.

Polícia é alvo de suas próprias bombas de gás. Foto: Navesh Chitrakar/Reuters

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin