Marília Parente lança clipe "Estou Desocupado com Outras Coisas Desimportantes"

A cantora e compositora pernambucana Marília Parente, entrevistada na edição 241 do AND, lançou na última terça-feira, 17/08, o clipe da música Estou Desocupado com Outras Coisas Desimportantes, disponibilizado no seu canal no YouTube. A canção integra o seu disco de estreia, Meu Céu, Meu Ar, Meu Chão e seus Cacos de Vidro, de 2019.  "Uma espécie de terror cômico existencial, o clipe foi rodado dentro da lógica 'do it yourself', confirmando a atitude punk e lo-fi da produção artística de Marília Parente, que também vem gravando seus novos trabalhos musicais por conta própria, em casa. - Feito é melhor que perfeito: esse precisa ser o lema do artista independente que está sem arrecadar com shows há um ano e meio, em razão da pandemia de covid-19. Na falta de recursos, ‘contratei’ um esqueleto de plástico para ser meu ator principal. Peguei minha câmera e saímos por aí, curtindo as desocupações e desimportâncias juntos - conta a compositora. A escolha pela estética do terror não se deu à toa. - O artista é aquele que produz sentidos estéticos dentro de um espaço e de um tempo. O Brasil é uma assombração, mas, para sobreviver sem pirar, a gente precisa abraçar o caos e a morte. É verdade que queremos e vamos mudar as coisas, mas antes disso é preciso rir um pouco da gente mesmo - comenta Marília. Sem pagar pelas locações, a artista e seu esqueleto passeiam por paisagens do Recife como o rio Capibaribe e o Parque Santana, na Zona Norte da capital pernambucana. O trabalho, influenciado por Zé do Caixão e Augusto dos Anjos, foi filmado pela própria artista em parceria com a fotógrafa Juliana Verçosa. A montagem ficou a cargo do cineasta Jean Santos", divulga a assessoria da artista.

Abaixo: O clipe

Marília Parente / Foto: Divulgação do clipe

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin