RJ: Estudantes realizam mutirão de limpeza na Uerj

No segundo dia de ocupação do bandejão da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), 27/09, foi realizado um mutirão de limpeza. A ocupação do espaço visa ser um campo de luta política em defesa da universidade, local de atividades culturais e de alimentação da comunidade universitária.

Os estudantes afirmam que é importante ocupar o Restaurante Universitário, visto que a Uerj em especial e tantas outras universidades brasileiras vêm passando por um processo de sucateamento e sendo alvo de um projeto de privatização que está em curso.

A ocupação já vêm recebendo doações e os universitários destacam que se doem mais materiais de limpeza, alimentos não perecíveis, higiene pessoal, roupa de cama, colchonetes, e ou doações em dinheiro.

Os estudantes denunciaram ao Jornal A Nova Democracia que foram encontrados no restaurante baratas, ratos e muita sujeira.

Segue abaixo a nota emitida pelo Movimento Estudantil a respeito da ocupação do bandejão:

BANDEJÃO DA UERJ OCUPADO!

Na noite da última terça-feira, 26 de setembro, estudantes da Uerj ocuparam o bandejão contra os graves ataques que a universidade vem sofrendo pelo velho Estado burguês-latifundiário, a nível estadual com Pezão(PMDB) e a nível federal com Temer(PMDB).

Esta importante iniciativa se deu após quase um mês de volta as aulas,após o fim da greve conjunta de estudantes, técnicos e professores. A greve se encerrou com as promessas do governo bandido de Pezão e logo a situação da universidade se mostrou tão ruim quanto antes: bolsas e salários atrasados, bandejão criminosamente fechado e um calendário acadêmico de 90 dias (quando o normal é de 120).


Frente a paralisia do DCE-UNE (PT/Pecedobê), os estudantes independentes e combativos conseguiram mobilizar em cada curso. Rompendo com a camisa de força imposta pelos representantes do MEC dentro do movimento estudantil, a ocupação se deu de forma independente destes inimigos dos estudantes.


A ocupação do bandejão é uma importante iniciativa de defesa dos direitos dos estudantes que, principalmente na Uerj, mas também por todo o país estão sofrendo com a atual ofensiva privatista e sua lógica de precarizar para privatizar. Aponta, portanto, um caminho radicalizado e combativo para todo movimento de defesa do ensino público gratuito e a serviço do povo por todo país!

VIVA A OCUPAÇÃO DO BANDEJÃO DA UERJ!

ABAIXO A PRIVATIZAÇÃO DO ENSINO PÚBLICO SUPERIOR!

ABAIXO A UNE, INIMIGA DOS ESTUDANTES!

REBELAR-SE É JUSTO!

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro