GO: Ambulantes protestam contra repressão

Comitê de Apoio ao AND - Goiânia/GO

Trabalhadores ambulantes realizaram protestos pelo direito a trabalhar, em Goiânia, nos dias 13 e 15 de março. Os protestos são as respostas dos ambulantes às operações da Polícia Militar, desatadas em toda a Região Metropolitana, para despejar os vendedores dos terminais de ônibus, sob mando do gerente reacionário Marconi Perillo, conhecido como  “coronel do cerrado” por seu notório histórico de opressão.

O protesto do dia 13/03 fechou um importante terminal de Goiânia e enfrentou investidas da repressão. Um confronto estalou e a marcha dos trabalhadores rumou à Praça Universitária. Três dias depois, os ambulantes fecharam o principal cruzamento da capital, a avenida Anhanguera com a avenida Goiás. Estudantes e demais trabalhadores que passavam demonstravam apoio e saudavam a iniciativa de luta dos ambulantes. Ativistas independentes somaram-se à marcha, que durou cerca de duas horas.    

Cerca de 1,5 mil trabalhadores circulam nos terminais de ônibus como última saída para conquistar um ganha-pão. Muitos trabalhadores denunciam que, graças à operação (denominada “Embarque seguro”) estão passando fome.

Segundo denunciam, a PM, já consagrada pelo uso de força desproporcional contra o povo, espanca e expulsa ambulantes diariamente, sob ordens expressas do reacionário gerente Marconi. O velho Estado, para piorar, sequer oferece alguma espécie de auxílio para essas pessoas que querem apenas trabalhar. Tudo aponta que essa operação tem o único intuito de favorecer os empresários do transporte público de Goiânia, que culpam os trabalhadores ambulantes pela falta de segurança e sucateamento dos terminais.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin